6ª semana - Azia: qual é a causa?

6ª semana - Azia: qual é a causa?

17 Junho 2015 - 09:16

A azia aparece sem hora marcada e incomoda tanto quanto os enjoos.  Algumas medidas simples ajudam a diminuir o problema, veja quais são

O enjôo deu lugar a azia [crédito: Lauren Hammond]

A azia também pintou por aí? Para algumas mães ela surge apenas depois da segunda metade da gestação e não tem ligação com a cabeleira do bebê. Lembre-se de que o feto está envolto em uma placenta e a cabeça dele não encosta no estômago.  Mas afinal, por que ela surge? Durante a gestação, a progesterona causa um relaxamento do esfíncter esofagiano inferior. Essa ação evita o refluxo, mas causa azia e queimação. Para amenizar, especialistas indicam dissociar a ingestão de alimentos sólidos e líquidos, além de evitar deitar-se após as refeições. Lembre-se sempre de consultar seu obstetra em relação aos remédios que tomará, ok? Os anti-inflamatórios, por exemplo, podem comprometer a circulação do bebê

Qual é meu papel agora?

Até o bebê nascer e seus cuidados se voltarem para ele, seu foco agora é na mulher. Vamos logo avisando: os hormônios da gravidez provocam uma oscilação de humor tremenda e algumas horas vai ser difícil aguentar a situação. Relaxe, releve, repense. É apenas uma fase e os choros, ataques histéricos e outras coisinhas chatas vão passar. A futura mamãe precisa do seu carinho e compreensão. Quer uma dica? Faça todos os desejos gastronômicos dela e nunca diga que ela está gorda, ok? Se essa crítica já era difícil antes, imagine agora que ela estará veridicamente mais redonda do que nunca? Além disso, ajuda se você focar mais nas outras tarefas em casa. Grávidas trabalham por dois e ficam naturalmente mais cansadas. Então coisas simples como recolher a roupa da máquina, levar o cachorro para passear ou simplesmente dormir abraçado vai fazer uma tremenda diferença. 

Gestação: