Amamentação: Como se preparar?

Amamentação: Como se preparar?

13 Maio 2016 - 22:11
Publicado em:

A amamentação é um dos pontos mais importantes da maternidade. Todas as mulheres que têm possibilidade de amamentar são incentivadas a essa prática, afinal, o leite materno é o melhor alimento para o bebê e o único necessário até que ele complete seis meses de idade. Além de conter todos os nutrientes necessários, o leite fortalece o sistema imunológico da criança e ajuda a criar um laço ainda mais intenso entre ela e a mãe (lembrando que as mães que não podem amamentar jamais devem se sentir culpadas por isso!).

Preparação para a amamentação

No entanto, embora seja fundamental, a amamentação nem sempre é fácil, por isso, é importante se preparar. Se você está grávida, já comece a pesquisar sobre o assunto e a trocar informações com mulheres que já amamentaram. Saber como funciona na prática sempre ajuda, embora seja necessário ter consciência de que nem sempre as coisas acontecem da mesma forma.

Durante a gravidez, os seios aumentam graças ao desenvolvimento dos ductos e células que produzem leite, essa é a forma como o organismo se prepara. Caso você não tenha percebido um aumento significativo das mamas, não se preocupe, isso não significa que você será impossibilitada de amamentar.

Outra dúvida bastante comum é em relação a procedimentos realizados antes da gestação: por exemplo, mulheres com próteses de silicone ou que tenham feito redução dos seios podem amamentar? No geral, nada disso impede a amamentação. No caso das que fizeram redução, pode ser que haja alguma dificuldade, mas não um impedimento.

É importante conversar com o médico que será responsável pelo parto para que o bebê seja colocado em contato com a mama assim que possível. Mesmo que ele não vá mamar assim que nascer, é importante sentir o cheiro e o contato com essa parte do corpo materno, porque isso ajuda a estimula o aleitamento. Isso faz tanto sentido, que já é uma prática adotada em alguns hospitais que recebem a certificação do Unicef de “amigos da criança”!

Existe um mito de que as mulheres precisam deixar os mamilos mais resistentes durante a gestação, massageando com cremes e pomadas e até com esponjas ásperas. Nada disso é necessário, pois é um processo que o próprio corpo já vai realizar sozinho. O que você pode fazer é tomar um pouco de sol na região, sem abrir mão do protetor e evitando os horários de maior intensidade da radiação.

Já as mulheres que possuem os mamilos planos ou até invertidos, podem ir “desenhando” o bico do seio ao utilizarem as famosas conchas que são facilmente encontradas nas farmácias!

E é claro: ao montar o enxoval do bebê, não se esqueça dos produtos que auxiliam na amamentação, como os absorventes e conchas para os seios; almofada e poltrona de amamentação (se desejar esse conforto); sutiã de amamentação e pomadas que ajudam a hidratar e aliviar possíveis rachaduras no bico dos seios. São acessórios que podem facilitar o aleitamento e torná-lo ainda mais agradável e prazeroso, tanto para a mamãe quanto para o bebê. Valem o investimento!