Mudança de humor na gestação existe mesmo?

Mudança de humor na gestação existe mesmo?

29 Setembro 2015 - 01:01
Publicado em:

Os hormônios e as mudanças físicas são os principais responsáveis pela oscilação de humor durante a gravidez

Chocolate e atividades físicas são aliados do bom-humor na gestação [Crédito: Reprodução]

Quem já escutou a frase “não mexe com uma mulher grávida” e conviveu com uma deve entender bem o porquê desse fundamento. Uma hora, elas estão felizes da vida. Na outra, entram em uma crise de choro infindável.

Sim, toda essa irritação, sensibilidade e mau humor fazem parte da gravidez. E não, a culpa não são as mudanças físicas (por que claro, ela está as prantos por que está engordando e o corpo nunca voltará a ser o mesmo – pensam alguns). 

“Essas mudanças de humor ocorrem devido às grandes  alterações hormonais entre o estrogênio e o progesterona desse período, transformando a mulher em um caldeirão de emoções”, explica Affonso Celso Vieira Marques, ginecologista da Beneficência Portuguesa de São Paulo. Ou seja, choro na gravidez não é mimimi, não!

Claro que além e todas as mudanças hormonais, ainda há os anseios que a mulher tem, como a preocupação com o futuro, saúde do filho e até a forma física. Todas essas reações são normais, mas merecem uma atenção extra. Cerca de 10% das grávidas sofre com depressão leve e, segundo estudos, essa depressão pode se estender até depois do nascimento, culminando na depressão pós-parto.

Se você já notou que está nesse time (ou se tem uma grávida do lado que passa por isso), o primeiro passo é contornar a situação. Ativar a serotonina, o hormônio do bem-estar, pode ajudar bastante nessa situação de variação de humor. E ninguém pode negar que o chocolate é um ótimo condutor desse hormônio.

Em porções moderadas, claro, além de ativar o bom humor da mãe, pode fazer quase o mesmo pelo bebê. De acordo com uma pesquisa feita na Universidade de Helsinki, na Finlândia, as grávidas que comeram chocolate durante os nove meses, tiveram filhos mais sorridentes, alegres e destemidos, sem receios para enfrentar desafios futuros.

Outra alternativa para as futuras mamães é apostar no exercício. As atividades físicas são responsáveis por liberar endorfina no organismo, um neurotransmissor que ajuda a acalmar e causa aquela sensação de bem-estar ao longo do dia. E claro, nada como evitar picos de estresse e incluir momentos de relaxamento na rotina. Cuide de você!