Ondas de calor durante a gravidez

Ondas de calor durante a gravidez

13 Maio 2016 - 21:55
Publicado em:

Durante o período de gestação, vários hormônios atuam dentro do organismo da mulher ocasionando uma série de alterações. As famosas ondas de calor que as mulheres sentem quando carregam um filho no ventre são ocasionadas pela redução do nível da produção de estrogênio, hormônio um hormônio sexual feminino que é produzido pelos ovários e liberado durante a primeira fase do ciclo menstrual.

[Crédito: iStock]

É esse hormônio que estabelece as principais características femininas das mulheres, tais como a definição do tamanho dos seios, bem como atua com a função de efetuar controle da ovulação e também a adaptação do útero para o processo de reprodução.

Existem quatro tipos de estrogênio atuantes; um deles é o estradiol, que é envolvido no processo da menstruação, o estrona, estriol e também a androstenediona, que possui relação com a menopausa.

O calor na gravidez

O desconforto mais significativo compreende a região da cabeça, mais precisamente no pescoço e no peito. Tais ondas de calor, de uma forma geral, surgem durante os segundos e terceiros meses de gestação. Em determinados casos, inclusive depois do nascimento do bebê elas podem persistir, isso ocorre porque após o trabalho de parto os níveis dos hormônios são reduzidos e permanecem baixos para quem está a amamentar.

Cuidados especiais

Quando o assunto são as ondas de calor durante o período da gestação, é pertinente ter atenção para saber discernir de forma correta dos calores febris. O calor típico da gravidez é oscilante, ele vai e vem, já o calor ocasionado por uma febre consiste mesmo é em uma elevação da temperatura do corpo. Além disso, é importante levar em conta que as febres correspondem a um sinal de infecção e quando se encontram em elevação denotam atenção e cuidado, podendo ocasionar alguns transtornos para o processo seguro de gestação.

Caso a gestante apresente um nível elevado de febre, marcadamente acima dos 37,7 graus de temperatura corporal, é extremamente pertinente que entre em contato com o seu médico para efetuar uma análise mais detalhada e correta da situação.

Quanto ao fato das ondas de calor, é recomendável que a grávida se vista com roupas que não acarretem nenhum desconforto, bem como facilitem o seu movimento. Nesse caso, roupas com tecidos de algodão e cores claras evitam a retenção de calor.

Entre outras medidas que visam amenizar a sensação de desconforto, é possível destacar também o ato de ingerir bastante água, especialmente nos períodos de dias quentes do ano, bem como aparentar cuidados mais visíveis com a alimentação. Tais atitudes são de extrema relevância e devem ser levados em conta nos últimos três meses de gestação.

O cuidado com a alimentação também é um elemento muito importante. Durante o calor, guloseimas e demais comidas com elevados níveis de calorias não correspondem a uma boa combinação.

Banhos mornos ou frios também são recomendados para amenizar a sensação incômoda provocada pelo calor. Além disso, é importante ficar exposta ao sol mais forte e intenso, pois além de facilitar a sensação de calor, também acarreta transtornos para a pele.