Como amamentar o prematuro

Como amamentar o prematuro

30 Agosto 2016 - 17:14
Publicado em:

Há quem acredite que mães de prematuros não conseguirão amamentar. Isso não é verdade.  Aliás, eles são os que mais precisam do leite materno, já que é um alimento completo que ajudará que se desenvolvam mais rapidamente e que fiquem mais protegidos contra possíveis infecções.

Um aprendizado lento e gradativo

Mas como são muito pequenos, é um pouco mais difícil para eles mamarem. Trata-se de um aprendizado lento e gradativo, que vai precisar contar com muita paciência e carinho das mães. Este tempo de aprendizado muda muito de bebê para bebê. Seu estado de saúde também interfere neste momento.

No começo, o bebê vai ter muita dificuldade em sugar o leite. Algumas crianças também apresentam um cansaço extremo devido à tamanha dificuldade de mamar. Mas, mesmo assim, as mães precisam continuar tentando, estimulando sempre para que consigam mamar sozinhos o mais breve possível.

Quando isso não é possível, a mãe deverá retirar o leite com a mão ou com uma bombinha, para que a produção de leite não seja interrompida. Se tiver dúvidas a respeito disso, entre em contato com seu médico ou diretamente com o banco de leite materno. Lá, eles poderão ajudar você com as melhores técnicas.  Além disso, o leite que seu bebê ainda não puder mamar poderá ser doado para outras crianças também.

Enquanto o bebê não conseguir mamar, ele talvez precise de uma alimentação parental, ou seja, através de um soro especial colocado diretamente na veia. Quando começar a ficar mais fortinho, poderá tomar leite materno ou então fórmulas desenvolvidas especialmente para prematuros.

Como estimular a amamentação

Mesmo que seu bebê não esteja forte o suficiente para mamar logo depois do parto, pense que seu leite materno é muito importante para ele. Na própria maternidade, os profissionais irão orientar você para que retire o colostro, aquele primeiro leite, um pouco mais viscoso e transparente. Este processo deve ser feito o mais breve possível, em até 24 horas depois do parto.

No começo, é normal ter dificuldades. Tanto com os movimentos certos quanto com a retirada do próprio leite. Nos primeiros dias, pode ser que não saia nada. Mas continue confiante e faça os movimentos de 4 a 6 vezes ao dia para estimular o seu corpo.

Ficar perto do bebê ou até olhar para imagens dele podem ajudar seu corpo a compreender que está na hora de alimentá-lo. Os hormônios irão começar a ser produzidos e seu leite aumentará com o tempo. Não fique com nenhuma dúvida e pergunte tudo que desejar para o médico e para as enfermeiras. Não se sinta envergonhada, pois isso é algo totalmente natural.

O leite materno é muito importante

Mesmo que tenha dificuldades com o leite materno e com a amamentação, o hospital deverá fazer de tudo para que o bebê alimente-se da forma mais natural possível. O leite materno é o alimento mais completo para os bebês e ajuda no crescimento, na proteção contra as doenças e até na formação da flora intestinal. 

Estudos comprovam que bebês prematuros que se alimentam com leite materno se recuperam bem mais rapidamente e crescem fortes e saudáveis como qualquer outro. Isso sem falar no contato com a mãe, que é muito agradável para a criança e também para a mãe.

O importante é ficar tranquila e tentar incentivar seu bebê a mamar sempre que possível. Os médicos poderão ajudar você a como fazer da melhor forma possível.