Mamãe de primeira viagem? Conheça dicas preciosas para estar preparada!

Mamãe de primeira viagem? Conheça dicas preciosas para estar preparada!

24 Julho 2019 - 14:50
Publicado em:

A preparação para a chegada de um bebê pode ser bastante complexa. São muitos os aprendizados que a mãe de primeira viagem precisa adquirir: a forma adequada de dar banho, trocar fraldas, fazer o bebê dormir e preparar o espaço do novo integrante da família.

Dicas para mamãe de primeira viagem

E mais: todos os outros pais experientes querem contribuir com algum tipo de conselho. Os familiares e amigos estão ávidos por compartilhar os seus ensinamentos, estratégias e lições aprendidas em suas próprias jornadas.

Contudo, existem algumas coisas que quase ninguém diz à mãe de primeira viagem e que poderia tranquilizá-la de uma forma mais interessante. Leia a seguir, algumas dicas para estar preparada tanto quanto possível para os desafios da maternidade.

 

1 - Descubra o que funciona para você e seu bebê

 

Como mencionado anteriormente, a nova mãe é bombardeada com conselhos e as “melhores” maneira de tratar o bebê e fornecer os cuidados necessários.

Entretanto, com exceção da informação médica, tudo o mais é fruto da experiência particular de cada pessoa e pode ou não ser aplicável para você e o seu bebê.

Por isso, ter como guia esse pensamento de descoberta e senso crítico para optar por aquilo que funciona em sua própria experiência pode ser libertador.

Informação é a melhor maneira de se preparar, mas no momento adequado você poderá colocar a prova os conselhos ofertados e decidir manter ou descartar alguns deles. Faça isso sem culpa.

 

2 - Ter a impressão de que não dará conta é algo normal

 

A licença paternidade, apesar de ser adotada por algumas organizações, ainda não é a regra. Durante as primeiras semanas e meses, o seu bebê pode ocupar cada minuto do seu tempo.

Mesmo com alguma ajuda, a sensação de que você não está conseguindo dar conta de todas as suas atividades, quer estejam ligadas ao bebê ou não, é perfeitamente normal.

Por isso, não tenha vergonha de solicitar uma mãozinha extra sempre que puder. Quando receber visitas de seus familiares e amigos aproveite para diminuir a lista de tarefas e contar com o auxílio em tarefas domésticas mais corriqueiras. Além disso, não deixe de incluir o pai em tudo, afinal, os dois devem saber tudo sobre o bebê.

 

3 - Saiba que existem dias ruins

 

Mães de primeira viagem podem questionar a sua própria capacidade de lidarem com os desafios da maternidade. Crianças ficam doentes e as tarefas envolvendo as necessidades delas parecem nunca acabar. É importante se lembrar disso.

Haverá dias ruins em que você se questionará se está fazendo um bom trabalho. Tenha em mente que a romantização da maternidade faz com que assuntos como este não sejam conversados abertamente, mas todas as mães têm dias assim.

O sentimento de culpa e a comparação contínua são emoções que surgem, mas que não devem ser alimentadas. Afaste este tipo de pensamento.

Lembre-se de conseguir um tempo para você, e prestar atenção ao seu estado emocional. Saiba diferenciar um dia ruim de um período depressivo prolongado. A depressão pós-parto é algo real.

Finalmente, siga o seu instinto. A intuição de mãe é algo que não costuma falhar. Este recurso, que uma mulher adquire naturalmente quando se torna mãe, pode atenuar dúvidas sobre quais métodos usar, ou servir como guia em momentos difíceis.