1 ano e 11 meses - Chegou a hora do desfralde?

1 ano e 11 meses - Chegou a hora do desfralde?

17 Junho 2015 - 09:41

A maioria das mães chega nessa fase ansiosa para aposentar as fraldas. No entanto, o bebê precisa dar sinais de que está pronto para esse próximo passo

Seu filho já está perto de entrar no segundo ano de vida e daqui a um mês deixa de ser considerado um bebê e se torna uma criança! Nessa fase, as escolas e as mães começam o processo do desfralde. Não existe uma idade padrão para desfraldar uma criança, mas por volta de 1 ano e 11 meses ela já sabe demonstrar o momento em que faz xixi ou coco ou já sabe até avisar. Notará que conforme o tempo passa, ela se sentirá incomodada com a fralda. Como nada que seja forçado é bom, você pode aproveitar esses momentos para explicar que ela logo irá usar o banheiro, como o papai e a mamãe. Quando for fazer xixi, leve-a para o banheiro com você e explique como funciona. Algumas mães optam por comprar um troninho para a criança, outras preferem um redutor de assento. Você precisa ver com o que seu filho melhor se adaptará. Mas respeite o tempo dele: nunca force a retirada da fralda. Muitos escapes podem acontecer e algumas crianças tendem a prender o xixi e o coco nessa fase. Fique de olho, pois isso pode acarretar problemas, como infecção urinária e prisão de ventre. E na hora de repreendê-lo quando algum escape acontecer, culpe o xixi e não a criança.

A fralda noturna costuma demorar um pouco mais a ir embora, e o melhor sinal para saber se já está na hora é quando a fralda amanhece seca por mais de uma semana. Leve seu filho sempre para fazer xixi antes de dormir, acorde durante a madrugada, se achar necessário, e assim que despertar. Assim, ele acostumará que esses são os horários corretos.

Nessa fase ele já conseguirá explicar melhor o motivo de choro – nem que seja com palavras inventadas – e pode criar novos medos. Com a saída do berço para a cama, ele pode ter medo de algum monstro criado em sua imaginação. Não desdenhe seus temores e ajude a “lutar” contra esse ‘monstro’. O medo pode fazer até a mais independente das crianças voltar a se apegar na mãe, como proteção. Ajude-o a passar por essa fase mostrando que você será o seu porto seguro, mas que ele consegue enfrentar os temores sozinho.

Perto dos 2 anos, ele também terá mais interesse em brincar com crianças mais velhas e imitá-las. Se ele já sabe usar o pronome “eu”, já entendeu que vocês dois não são mais a mesma pessoa. Aproveite para elogiá-lo por ações do dia a dia que ele tenha feito sozinho, para incentivar a sua independência e confiança.

Seu vocabulário estará um pouco mais extenso e suas frases poderão ter até três palavras. Ele conseguirá cumprir ordens maiores, como “pega a roupa para a mamãe vestir”. Além disso, ele irá adorar cumprir essa tarefa sozinho! Deixe que ele vista peças mais largas para incentivar essa independência!

Desfralde: o teste de paciência de qualquer pai

Está na hora de tirar a fralda do pequeno, que não é mais tão pequeno assim. E essa fase, em alguns, casos, pode ser traumática, pois é um verdadeiro teste de paciência. Algumas crianças podem demorar meses a entender que devem usar o banheiro. Outras até entendem, mas chegam a ter medo da privada, acredita? Algumas têm escapes constantes simplesmente por que não conseguirem se segurar. Pode ser que em alguns dias, o que vocês mais façam em casa é trocar a criança, lavar roupa e limpar o chão. Tenha calma. Quanto maior a sua tensão, mais a criança ficará tensa e difícil será esse processo. Evite broncas e se for para ajudá-lo, culpe o xixi ou o cocô pelo escape, nunca a criança