1 ano e 8 meses – Agressividade X Carinho

1 ano e 8 meses – Agressividade X Carinho

17 Junho 2015 - 09:40

A proximidade do “terrible two” pode assustar as mães nesta fase, mas tudo pode ser controlado com momentos de carinho

Os dias passam e seu filho está cada vez mais próximo do famoso “terrible two” – os terríveis dois anos. Essa fase, já conhecida por muitas mães, é aquela em que a criança busca mais independência e reclama de tudo. Muitos chamam de “adolescência” da infância. Ou seja, você pode considerar que 1 ano e oito meses é a “pré-adolescência”. Se as birras ainda não começaram, elas darão o ar da graça daqui a pouquinho. As agressões aos amiguinhos, como chutes, arranhões, empurrões e mordidas serão mais comuns. É um modo que a criança encontra de testar limites e força (tanto dela como dos adultos). Não exagere na reação, mas repreenda e ensine que é errado agredir. Caso você já tenha lidado com birras, analise qual é o melhor modo de controlar seu filho: uma conversa, um carinho ou deixá-lo extravasar. Mas nunca parta para a agressão, procure sempre manter a paciência!

A corrida, os passos e os pequenos saltos – pequenos mesmo – estarão mais firmes. As habilidades com desenhos estarão maiores. Com um giz de cera ou um lápis, ele pode conseguir traçar linhas verticais e horizontais. A coordenação fina estará cada vez melhor e o controle sobre o giz também. Mas lembre-se sempre de forrar os locais que você não gostaria de ver riscados com as obras do seu filho. Quem tem um artista em casa pode apostar em forrar a parede com papel craft e deixar a imaginação rolar solta.

Apesar da energia em alta e alguns picos de agressividade, muitas crianças são extremamente carinhosas nessa fase. Rapidinho elas aprendem que assim conseguem 100% de atenção dos pais e eles até se esquecem dos momentos de birra. Afinal quem resiste a uma beijoca gostosa? Então aproveite os momentos de chamego para fazer muito carinho no seu filho ou assistir um desenho junto a ele. Esses momentos deixarão saudades!

Sente no chão e leia com o seu filho

Às vezes as brincadeiras nessa fase acabam sendo agitadas e cansativas, principalmente pra quem passou o dia trabalhando. Quer mudar de tática? Em vez de chegar em casa e correr com o pequeno para lá e pra cá, que tal sentarem juntos e lerem uma historinha? Crianças nessa idade adoram ouvir histórias e ver livrinhos. Além de estimular a imaginação, algumas pesquisas indicam que quanto mais cedo você lê para uma criança, melhor será o desenvolvimento da compreensão e linguagem dela mais para frente. Bom, não é mesmo? Então separe alguns livrinhos, um cantinho em casa, e leia com o pequeno! Improvise com caretas, sons e tudo que a imaginação permitir.