Filosofia de criação mista com rotina voltada para bebês e papais

Filosofia de criação mista com rotina voltada para bebês e papais

13 Maio 2016 - 23:06
Publicado em:

Não há necessidade de criar uma rotina fixa para o bebê, porém, elas ajudam na organização diária e na criação das crianças. A mãe deve analisar o seu caso, baseando-se no próprio comportamento e no do filho, para então criar uma rotina que se encaixe ao cotidiano. Quem gosta de ter horários pré-definidos para as atividades, mas sem perder a flexibilidade, pode adotar uma rotina mista.

Qual é a melhor rotina? [Crédito: magic4walls]

Esse método une as duas rotinas mais utilizadas: a definida pelos pais e a definida pelos bebês. O primeiro método se baseia em horários fixos e engessados, e o segundo é maleável porque quem define os horários é o próprio bebê. Já uma rotina mista procura manter o equilíbrio entre as duas. Conheça um pouco mais sobre o método lendo abaixo.

Rotinas mistas

Nesse sistema, os pais criam horários para tudo: alimentação, brincadeira, descanso etc. Então essa rotina é seguida normalmente. Mas não se trata só disso. Através da observação do bebê, eles decidem se mantêm o horário estabelecido ou não. Ou seja, a rotina mista tem um plano de fundo que impede que os hábitos saiam do eixo, embora permita que os pais modifiquem os horários de acordo com imprevistos do dia a dia. 

Os pais, antes de cumprirem os horários, deverão observar o bebê para saber se é não é preciso impor alguma alteração. Por exemplo, se a criança não parece estar cansada, eles permitem a ela ficar mais tempo acordada. As rotinas mistas focam na importância de se ter hábitos pré-programados, mas sem a obrigação de cumprir aquilo no exato horário marcado.

Especialistas em pediatria que defendem o método afirmam que a rotina deve ser criada pouco a pouco. Nas primeiras semanas de vida da criança, ela é que deve mostrar os horários de alimentação. Aos poucos, a mãe deve fixar horários. E só depois disso é que os pais deverão entender como a rotina funciona e o que precisa ser alterado.

Vantagens e desvantagens

Os pais que defendem as rotinas mistas afirmam que há a vantagem da constância, pois o método procura alinhar as demandas dos pais com as do bebê. Não há rigidez nas rotinas definidas pelos pais, na qual tudo é cronometrado, e não há a imprevisibilidade das rotinas definidas pelos bebês

Os entusiastas das rotinas mistas dizem que elas possuem o melhor de cada método. Há uma estrutura programada de horários e liberdade para mudança. A criança então compreende que certas coisas acontecem sempre no mesmo horário, mas não ficam desorientadas quando algo acontece fora do plano.

As rotinas mistas são as preferidas de pais cujos filhos são mais velhos. Pois a flexibilidade do método é ideal para crianças que praticam diversas atividades. A rotina mista também pode funcionar para quem não consegue se dedicar ao engessado método definido pelos pais e nem à imprevisibilidade do método definido pelos bebês.

Quem vê desvantagens nas rotinas mistas afirma que elas podem gerar mais dúvidas para os pais. Como as determinações dos horários não partem nem dos pais e nem dos filhos, acontecem confusões pela falta de um referencial fixo para recorrer. O que deveria ser constante torna-se inconstante, e isso pode dificultar o estabelecimento de hábitos essenciais.