Papais no comando: Filosofia de criação com rotina voltada para a necessidade dos pais

Papais no comando: Filosofia de criação com rotina voltada para a necessidade dos pais

13 Maio 2016 - 23:02
Publicado em:

Qual é a melhor maneira de conduzir a criação dos filhos? Essa é a dúvida de mais e também de pesquisadores voltados para essa área. Um dos conceitos importantes hoje em dia é a adoção de rotinas, elementos que podem ser definidos pelos pais e assim preencher as atividades cotidianas dos bebês.

Vale lembrar que não há nenhuma rotina pré-estabelecida que os pais devam impor aos bebês. Trata-se apenas de uma filosofia de criação e a adoção de tais procedimentos dependem de cada situação. Não existe uma obrigatoriedade para o uso de tal método.

Nesse caso, as rotinas definidas que são definidas pelos compreendem aquelas em que os pais estabelecem as atividades diárias presentes na agenda do cotidiano da criança, sendo assim, é possível contar com horários bem específicos para a o momento alimentação, das brincadeiras e também na hora de dormir. Os pais que adotam este tipo de rotina bem definida dificilmente permitem que as atividades sejam cumpridas fora do horário estabelecido.

A ideia dessa filosofia de criação é de que o organismo da criança se adapte a horários pré-definidos na hora de comer, se divertir e dormir, crescendo assim de forma saudável.

Aqueles que apoiam esse método onde a rotina é estabelecida, afirmam que o bebê logo absorve os tais padrões e passa, inclusive, a ter noites de sono mais confortáveis. A partir do momento que o cotidiano da criança torna-se padronizado e com horários ordenados, fica mais fácil para o bebê estabelecer padrões cotidianos de atividade, crescendo assim mais saudável, já que ele se alimenta na hora certa e dorme também na hora certa.

No entanto, há aqueles que defendem que a rotina estabelecida não corresponde a uma filosofia de criação muito adequada, visto que elas podem gerar horários de alimentação marcados pela rigidez, obrigando o bebê a se alimentar em momentos que não possui fome.

Sendo assim, eles defendem que o ideal é alimentar a criança apenas quando ela demonstrar sinais de fome. Tais indícios compreendem o ato de chupar o dedo ou até mesmo levar os lábios até os seios da mãe.

Como adotar uma rotina para o bebê

Aqueles pais que almejam adotar como filosofia de criação a definição de rotinas necessitam, de acordo com os especialistas, adotarem esse método ainda nos primeiros dias de vida do bebê. Nesse caso, os pais devem adotar essa rotina todos os dias até que o bebê a assimile.

Todas as atividades diárias na vida criança farão parte de um horário previamente estabelecido. Sendo assim, atos como acordar, dormir, mamar, se divertir, ir para o banho, e entre outros, serão seguidos à risca. A rotina apenas vai se alterando a partir do momento que o bebê fica maior, no entanto, seus horários são sempre bem definidos.

Para os pais e também até para os bebês, tal rotina sinaliza uma maior segurança e ordem na vida diária. Contudo, alguns especialistas a encaram com algumas ressalvas, declarando que tal imposição pode ser severa demais para o ritmo normal de um bebê. Além disso, em alguns casos, determinados problemas de saúde podem ser o indício da tal rotina rígida.

Portanto, não há um consenso definindo se tal método é o definitivo para a criação adequada dos bebês. Cada casal deve analisar com cuidado a situação.